Logotipo BRC News

Cantora amazonense Eliana Printes participará do 9º Prêmio Grão de Música

Foto: Reprodução/ Instagram

O 9º Prêmio Grão de Música anuncia os premiados e premiadas de diferentes estados brasileiros

Eliana Printes é uma das cantoras que está entre os 15 artistas premiados, e receberá a estatueta criada por Elifas Andreato, entregue na cerimônia que acontece no fim do ano. A canção brasileira é o foco da premiação, que seleciona os artistas contemplados a cada edição pelo conjunto da obra, um reconhecimento atemporal de talentos e trajetórias.

O Prêmio Grão de Música apresenta a seleção de 2022 com os 15 artistas contemplados. Compositores, compositoras ou intérpretes são selecionados pela curadoria do PGM sempre pelo conjunto de sua obra. Esta 9ª edição mais uma vez celebra e destaca a canção brasileira, único requisito no perfil artístico para concorrer a premiação. O PGM 2022 homenageia e celebra a memória de Elifas Andreato, entusiasta e artista responsável pela identidade visual da premiação

Os premiados e premiadas recebem a estatueta criada por Elifas Andreato, entregue na cerimônia que acontece no fim do ano. O celebrado artista gráfico, que faleceu em março deste ano, presenteou o PGM com sua obra desde a primeira edição, toda a identidade visual do Grão leva a sua assinatura. A 9ª edição será em sua homenagem.

De diferentes gerações, estilos musicais e representando 12 dos estados brasileiros, os 15 artistas a receber o Prêmio Grão de Música 2022 são:

Clodo Ferreira (DF)
Doroty Marques (GO)
Eliana Printes (AM)
Elza Maria (RJ)
Filipe Catto (RS)
Joãozinho Gomes (AP)
Júnior Almeida (AL)
Léo Pinheiro (TO)
Lívia Mattos (BA)
Lydio Roberto (PR)
Ná Ozzetti (SP)
Ney Couteiro (GO)
Tatiana Parra (SP)
Thais Morell (PR)
Yvana Pacífico (AC)

CONHEÇA CADA ARTISTA

A coletânea Grão de Música acompanha a premiação e completa, este ano, 10 álbuns lançados (considerando a coletânea inaugural), trazendo o registro de uma faixa da obra de cada artista contemplado. Foram oito discos físicos, um digital (2021) e, a partir de 2022, adota o formato de playlist disponível na plataforma Spotify. As capas da maioria das coletâneas também foram assinadas por Elifas Andreato, a capa de 2022 é uma homenagem do PGM em sua memória. Todas estão disponíveis no site www.premiograodemusica.com.br

Socorro Lira, idealizadora e diretora do prêmio, compartilha o sentimento deste ano. “Esta edição do PGM, para mim, é uma das mais desafiadoras, principalmente pela ausência física de Elifas, um dos criadores do PGM, que caminhava conosco desde o início. Sentimos muito sua falta e faremos de tudo para honrar sua memória. Ele está em cada detalhe visual e em cada bom princípio que orienta nossa premiação. Nesta edição, nós o faremos presente, celebrando sua vida, obra, sua inestimável contribuição ao PGM e à música brasileira. Depois de dois anos nos arriscando a fazer a cerimônia online e ao vivo, felizmente retornaremos com o elenco premiado e o público presentes no monumental Teatro Oficina, que nos recebe mais uma vez. Outra novidade, é que esta edição ganha a parceria do Instituto Economia ao Natural que reúne um grupo de empresas da nova economia, com líderes empresariais que entendem a urgência e a importância da arte na formação da cultura humana, comprometida com a vida e o planeta, o que nos dá uma perspectiva bastante animadora. A arte que esses e essas artistas fazem se inspira e inspira também nas ações pelo bem comum”.

A cerimônia de premiação acontecerá no dia 8 de dezembro, de volta ao formato presencial, com entrada gratuita, no emblemático Teatro Oficina, com direção cênica de Ciro Barcellos. Além da entrega do troféu, a programação traz apresentações musicais e performances.

O Prêmio Grão de Música celebra a riqueza da canção brasileira, firme na missão de ampliar o olhar por todo o país, a fim de revelar ou destacar nomes que fazem diferença para a música.

O PGM 2022 acontece com apoio do Instituto Economia ao Natural, Liraprocult, Metanoia – Propósito nos Negócios, Inpot – porta frios, Futura Tintas, Doin Mancuso Advogados, Padaria Real, Volo Logística, Consolidar Diversidade, Grão – Alimentação Saudável, Etstekno e Teatro Oficina.

Sobre o Prêmio Grão de Música

A premiação eve início em Salvador na Bahia, em 2014, por iniciativa de Socorro Lira, cantora e compositora paraibana. Desde então, se dedica a buscar artistas da música popular brasileira com o objetivo de valorizar e promover o gênero canção de todas as regiões do país. Colocando também seu olhar pelo interior do Brasil, na tentativa de revelar talentos que não são vistos nos circuitos habituais e muitas vezes ainda pouco conhecidos pelo grande público.


A seleção para a premiação acontece anualmente por uma equipe central, a partir do recebimento de obras enviadas pelos próprios artistas e indicadas pelas curadorias regionais (estabelecidas desde 2017) formadas por colaboradores e colaboradoras de diversos cantos do país, seguindo as diretrizes do PGM. A obra e trajetória artística são os principais critérios avaliados para escolha dos premiados e premiadas, desta forma, a escolha dos artistas contemplados não é baseada em lançamentos, a premiação é atemporal.


Em 2020, o PGM criou a ação paralela Circuito PGM em Casa, com uma série de shows online de artistas de todo o país, que já receberam a premiação em uma das edições anteriores, com objetivo principal de beneficiar economicamente estes e estas profissionais por conta da pandemia, além de incentivar a profissionalização de aparições online. Em 2021, foi a vez do Brasil por Dentro, programa online apresentado pela idealizadora Socorro Lira, que promove a canção brasileira com música e entrevistas.

Redes oficiais do Prêmio

http://premiograodemusica.com.br
https://www.instagram.com/premiograodemusica
https://www.facebook.com/PremioGraoDeMusicaOficial
https://www.youtube.com/premiograodemusica

Últimas Notícias

Rolar para cima